Abertas as inscrições para o primeiro Hackathon Cívico da Assembleia Legislativa

24 de maio de 2018

Universitários de todo o estado podem se inscrever até as 23h59 do próximo dia 31 para participar do primeiro Hackathon Cívico que será realizado pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina, nos dias 8, 9 e 10 de junho, nas dependências do Palácio Barriga Verde, em Florianópolis.

Não há restrições de áreas de atuação dos estudantes e nem do nível em que estão matriculados, incluindo quem já é formado e está cursando pós-graduação. Serão aceitas até 300 inscrições e o acesso é gratuito. Os interessados podem se cadastrar pela página do Facebook da Escola do Legislativo.

Entre os 300 inscritos, serão selecionados 70 universitários de diferentes áreas para que, durante os três dias de imersão e debates, apresentem propostas viáveis e relevantes nas áreas de saúde, educação e segurança, usando recursos de tecnologia, design e jogos. Além de estar cursando ensino superior, a seleção levará em conta critérios como participação de projetos de pesquisa e extensão e atuação em voluntariado, entre outros quesitos.

A lista dos selecionados será publicada a partir das 18 horas do dia 1º de junho, na página do Facebook da Escola. Os selecionados receberão e-mail confirmando a inscrição e com orientações sobre a participação efetiva no evento. As despesas de transporte, alimentação e hospedagem ficam por conta dos próprios participantes. 

Os 70 jovens serão divididos em grupos de interesse e trabalharão nas dependências da Alesc durante todo o período da maratona de desenvolvimento de propostas. A programação se inicia às 19 horas de sexta-feira (8), com orientações gerais sobre o projeto, definição das equipes, o desenvolvimento das atividades, a apresentação de ideias pelos participantes e a votação das dez melhores propostas.

No segundo dia, os estudantes terão palestras com especialistas (veja abaixo) das três áreas indicadas e iniciarão a construção de soluções para cada um dos problemas apresentados.  No terceiro, e último dia, os grupos concluem suas propostas e apresentam cada uma à comissão técnica designada pela Escola do Legislativo, que será responsável por avaliar e julgar os trabalhos, indicando os três melhores.  

A Alesc convocará uma sessão especial, em data ainda não definida, para homenagear os três primeiros vencedores. As melhores propostas serão encaminhadas aos presidentes de partidos que participarão das eleições estaduais majoritárias deste ano no estado, como colaboração dos jovens em possíveis ações de governo. O conteúdo também será repassado aos deputados que integram a Comissão de Legislação Participativa da Alesc.

O Projeto Hackathon Cívico faz parte do Programa Conhecendo o Parlamento Catarinense, instituído pela Resolução 8/2006, que tem como objetivo tornar acessível à população as atribuições e atividades desenvolvidas pela Alesc, além de contribuir para a formação política e o exercício da cidadania. A iniciativa está sendo organizada pela  Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira em parceria com a Politize! – uma associação sem fins lucrativos – que venceu a licitação pública para executar o evento. Todas as informações estão disponíveis no edital 001/2018.

Quem são os palestrantes
Jorge Eduardo Tasca – é tenente-coronel da Polícia Militar de Santa Catarina, atuando como chefe da 7ª seção do Estado Maior Geral, responsável por inovação, projetos e processos. Graduado no curso de Formação de oficiais em 1995, na academia da Polícia Militar de Santa Catarina, é doutor e mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e especialista em Administração de Segurança Pública pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul).

Alexandre Oliveira – é professor de geografia de formação, sócio-fundador da Meritt, empresa de inteligência de dados para educação. Coordenou a maior plataforma de dados educacionais do Brasil, o QEdu. Hoje na Meritt continua revolucionando o mercado com produtos de correção rápida de provas, devolutiva pedagógica, relatórios de desempenho e simulados. Além do +Enem, o Guru do Sisu e o próprio QEdu, que hoje é um projeto independente devido a sua grande relevância.

Paulo Sérgio Cardoso da Silva – graduado em Administração Pública (Udesc) e Educação Física (UFSC); Especialista em Gestão em Saúde (UFSC) e Gestão Estratégica de Pessoas (UGF); mestre e doutorando em Saúde Coletiva (UFSC). Autor de de livro, capítulos de livros e artigos científicos publicados na área de saúde pública. Executou a implantação dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família no município de São José/SC. Líder do Movimento Acredito em SC.

O que é Hackathon
Hackathon significa maratona de programação. O termo resulta de uma combinação das palavras inglesas “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona). A maratona pode durar entre um dia ou uma semana. Os participantes têm, entre outras possibilidades,  a oportunidade de participar de um projeto colaborativo.